• Grande Bazar de Istambul

    A Turquia é repleta de bazares, grandes mercados que há séculos vendem diversos tipos de mercadorias. O ato de vender e negociar é uma tradição para os turcos, por isso estes locais são muito procurados para quem deseja fazer compras no país. Dois dos principais bazares estão localizados em Istambul e atraem centenas de milhares de turistas todos os dias

    GRANDE BAZAR
    O Grande Bazar (Em turco: Kapalıçarşı. Em inglês: Grand Bazaar) é um dos maiores e mais antigos mercados cobertos do mundo, com mais de 60 ruas e cerca de 5 mil lojas, atraindo milhares de visitantes todos os dias. O complexo abriga não só lojas de comércio, mas também casas de câmbio, duas mesquitas, fontes de água, delegacia, cafés e restaurantes, entre outros tipos de estabelecimentos.

    As lojas do bazar vendem de tudo que você pode imaginar. Predominam as cerâmicas, tapetes, especiarias, jóias, roupas típicas e tecidos, mas você também vai encontrar lojas de souvenir, artigos de decoração, perfumes, acessórios, roupas e calçados (incluindo falsificações das marcas mais populares no mundo) e muito mais. Alguns tipos de produtos possuem seções específicas, como um corredor especializado em roupas de couro, outro só com tapetes e uma área apenas com lojas que vendem jóias de ouro.

    Quem gosta de fazer compras vai enlouquecer dentro do Grande Bazar, pois a oferta de produtos é imensa. Os preços são atrativos, mas é fundamental que você exerça a arte de pechinchar, pois o valor exibido na etiqueta nunca é o preço final do produto e se você tiver boa lábia vai conseguir ótimos descontos. Não tenha vergonha de pedir desconto e pechinchar, afinal os turcos fazer isto há milhares anos e o ato de negociar faz parte da tradição deles. Se a comunicação estiver difícil, use a calculadora ou o celular para mostrar os números do preço.

    A abordagem dos vendedores pode incomodar algumas pessoas, mas é preciso ser tolerante. Eles tentam fazer de tudo para deixar os clientes bem à vontade. Muitos vendedores sabem se virar bem no inglês básico e alguns deles até arriscam palavras em português para chamar atenção dos consumidores brasileiros. Aliás, os turcos adoram os brasileiros e ficam muito animados com a nossa presença nas lojas.

    É tanta informação que é possível ficar horas e horas circulando pelos corredores do Grande Bazar e admirando não só as lojas e os produtos, mas também a arquitetura do lugar. O teto é uma das coisas que mais chamam atenção, cheio de detalhes que muitas vezes passam despercebidos.

    O Grande Bazar é um ótimo lugar para trocar dinheiro. Foi lá que encontrei as melhores cotações para trocar euros e dólares por liras turcas em casas de câmbio.

    Um dos corredores bazar possui alguns restaurantes e cafés. Durante uma pausa para descanso resolvi experimentar o famoso café turco, um café diferente de qualquer outro que eu já tinha tomado até então. É um café bem concentrado e muito forte. Eu particularmente não gostei nem um pouco, parecia café com areia. Nem o açúcar ajudou a melhorar o sabor. Mas gosto é gosto e você só vai realmente saber como é o café turco se provar um.

    Outra bebida muito presente nos corredores do Grande Bazar é o chá. Certamente você vai ver vários turcos carregando bandejas com copinhos de chá ou então vendedores bebendo um chá em frente às suas lojas e oferecendo-os aos clientes. Os turcos adoram beber chá e gostam de oferecer a bebida aos visitantes como um gesto de simpatia. Mas também existe o famoso truque do chá quente, quando um vendedor serve ao cliente uma taça bem quente de chá para que ele demore bastante a toma-lo, para que ele fique o maior tempo possível dentro da loja enquanto a bebida não termina.

    O bazar foi construído em 1461 como um pequeno armazém e com o passar dos anos seu tamanho foi aumentando até chegar na dimensão atual. Sofreu diversos danos com incêndios e terremotos, sendo reconstruído novamente. É difícil determinar quais são os limites reais do bazar, pois todo seu entorno é tomado por lojas e não dá para saber se essas lojas pertencem ao Grande Bazar ou se fazem parte do comércio de rua de Istambul.

    O Grande Bazar possui quatro portões de entrada principais. Para quem vai até ele utilizando o tram (metrô de superfície), a estação mais próxima é a Beyazit, que está a apenas duas estações do centro histórico de Sultanahmet. Quem preferir ir a pé, vai fazer uma caminhada de aproximadamente 15 minutos partindo da área em que se encontra a Basílica de Santa Sofia e a Mesquita Azul.

    O horário de funcionamento é de segunda à sábado, das 9:00h às 19:00h. Aos domingos o bazar não abre.

    BAZAR DE ESPECIARIAS
    Outro bazar muito famoso em Istambul é o Bazar de Especiarias, também conhecido como Mercado Egípcio (Em turco: Mısır Çarşıs. Em inglês: Egyptian (Spice) Bazaar). Localizado próximo à Ponte de Gálata e em frente à Mesquita Nova, este bazar é muito pequeno se comparado ao Grande Bazar, já que ele possui apenas dois corredores e cerca de 100 lojas. Apesar disso, merece ser visitado pois é um dos locais mais interessantes de Istambul.

    O bazar também funciona de segunda à sábado das 8h ás 19h e fica fechado aos domingos. A estação do tram mais próxima é a Eminönü, que está a três paradas da estação Sultanahmet.

    As lojas deste bazar vendem temperos, condimentos e especiarias, além de sementes, castanhas, frutas secas, roupas, acessórios, souvenirs, entre outros produtos. É um festival de cores, sabores e aromas que dominam o ambiente e tornam a visita um passeio muito agradável.

    Quem visita o Bazar de Especiarias pode aproveitar para visitar a Mesquita Nova, uma das dezenas de mesquitas de Istambul. Ela não é das maiores, mas é muito bonita. Foi nesta mesquita que eu pude observar e entender porque todas as mesquitas possuem uma área com várias torneiras onde os muçulmanos se lavam. Na verdade eles estão praticando a ablução, um rito de purificação que consiste em higienizar determinadas partes do corpo antes das orações.

    E bem em frente ao bazar e à mesquita está a Ponte de Gálata, uma das pontes que atravessam o Corno de Ouro, fazendo a ligação entre os distritos de Eminönü e Beyoglu. Neste dia o tempo estava bem fechado e até choveu em alguns momentos, mas em compensação quando saímos do bazar pudemos presenciar este fenômeno, que deixou a paisagem ainda mais interessante.

    Fonte: Meus Roteiros de Viagem


    Fotos

    Tags

    © 2019 Chip pra Viagem. Desenvolvido por Doctor SAC